Logo
Atendimento

Email para contato

HISTÓRIA

UMA BREVE HISTÓRIA DO TEMPO

Secretaria de comunicação - GOIPE

Em 1973, nos seus primórdios, desentendimentos administrativos culminaram com a ruptura estrutural da Maçonaria Brasileira do Grande Oriente do Brasil, bipartindo-o e fazendo surgir o Colégio de Grão-Mestres da Maçonaria Brasileira, em 4 de agosto, do mesmo ano, Instituição que abraçava dez Obediências dissidentes e que, anos depois, evoluiu para a Confederação Maçônica do Brasil – COMAB.

Em 18 de julho de 1973, por iniciativas de vários Mestres Maçons, no 1º andar do prédio nº23, da Avenida Manoel Borba, ao oriente de Recife, capital de Pernambuco, através de sua Ata de Fundação, nascia a Potência Maçônica denominada GRANDE ORIENTE INDEPENDENTE DE PERNAMBUCO, em consonância com o, então, COLÉGIO DE GRÃO-MESTRES DA MAÇONARIA BRASILEIRA. Sua sede ficou estabelecida à Rua Floriano Peixoto, 505, 1º andar.

E aos 5 dias do mês de outubro do ano de 1973, na Terra dos Altos Coqueiros, se instalava uma Potência Maçônica ímpar, que desde seus primórdios proclamava o valor de seus brios, uma Sentinela indormida e sagrada dos valores morais defendidos pela Maçonaria Universal, com a presença massiva de vários Grão-Mestres do, então, Colégio de Grão-Mestres da Maçonaria Brasileira, como retrata sua Ata de Instalação.

Como Potência resultante de Cisão, os Primeiros Anos foram desafiadores e demandaram profundos cuidados estruturais cujo objeto foi o fortalecimento Institucional, e uma vez o tendo alcançado, chegou o tempo de expandir, de ter representatividade, e nesse sentido valorosos Irmãos prestaram grandes contribuições, com notório destaque ao Irmão Antônio do Carmo Ferreira, um Baluarte Goipeano dos mais destacados, o mais profícuo Grão-Mestre da história do GOIPE.

Nas mãos desse aguerrido Irmão o GOIPE se assomou de si, metamorfoseou-se numa Jovem e Pujante Potência que em breve se transmutaria numa Potência Maçônica ampla, agigantada, com múltiplas Lojas e Centenas de Irmãos.

Uma vez consolidado e robusto, o Grande Oriente Independente de Pernambuco, passou a ter como desafio maior, a restauração da convivência harmoniosa e pacífica com suas coirmãs.

“Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez.”

Jean Cocteau

Mas era preciso vencer estrada e muro, romper barreiras, construir pontes, ousar sonhar, e um certo Irmão, o Construtor de Pontes: Guilherme de Queiroz, pressentindo os olores de flores distantes, lançou-se em ações de aproximação, entendimento e fraternidade. Suas tratativas venciam entraves, superava-os um a um, entendimentos eram firmados e essa possibilidade um dia tão distante, tão outonal, vestia-se de uma roupagem mais bela, primaveril, e os olores desse jardim distante, começaram a surgir nas brisas matinais. E como valeu a pena sonhar.

 “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só,

mas sonho que se sonha junto, é realidade.”

Raul Seixas

Então, aos 29 dias do mês de novembro do ano de 2019, as brumas sulfurosas que obliteravam o sol ao horizonte foram dissipadas e o Equinócio Primaveril estava posto: TRATADO DE MÚTUO RECONHECIMENTO E AMIZADE GOB-GOIPE, nascido das fecundas Tratativas junto ao Poderoso Irmão JOSÉ FERNANDO PEREIRA DA SILVA, Grão-Mestre Estadual do GOPE/GOB e sob a força da pena do Ilustríssimo Irmão MÚCIO BONIFÁCIO GUIMARÃES, corroborado pelos seus: Mario Sérgio Nunes Costa – Secretário-Geral de Relações Maçônicas Exteriores; Antônio de Deus Gavioli Júnior – Comissão de Reconhecimento; Daniel de Leão Kaleti – Comissão de Reconhecimento; JOSÉ FERNANDO PEREIRA DA SILVA – Grão-Mestre Estadual. Pelo GOIPE, assinaram os Poderosos Irmãos: GUILHERME DE QUEIROZ RIBEIRO – Grão-Mestre; Jair Fernandes Virgínio – Grande-Secretário de Relações Exteriores. Pela COMAB, assinou o Poderoso Irmão Cristian Adrian Flores Maldonado – Chanceler.

Fortalecido pela lufada revigorante e primaveril, o Grande Oriente Independente de Pernambuco, sob a tutela de seu Grão-Mestre GUILHERME DE QUEIROZ RIBEIRO, Construtor de Pontes e infante incansável, continuou no afã de expandir suas relações harmoniosas e fraternas e, em tratativas várias, com o Poderoso Irmão JOÃO ÂNGELO MUNIZ, Corajoso Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Pernambuco, um visionário, como é comum aos grandes, que cuidou de promover articulações várias entre os seus e, vitorioso, promoveu a feitura dos ajustes necessários à Assinatura do TRATADO DE MÚTUO RECONHECIMENTO GLMPE-GOIPE, ocorrido aos 18 dias de julho do ano de 2021.

E a Primavera se Fez!

Nas trilhas desses acontecimentos extremamente importantes para a história do Grande Oriente Independente de Pernambuco, no dia 9 de outubro do ano de 2021, o SUPREMO CONSELHO DO GRAU 33 de Jacarepaguá, Sob a tutela do Poderoso Irmão JORGE LUIZ DE ANDRADE LINS, funda a QUARTA INSPETORIA LITÚRGICA DE PERNAMBUCO, que absorverá os Maçons dos Altos Graus do GOIPE em seus Graus e Distinções. Uma honra que só se tornou possível graças a abnegados Irmãos que fundearam os Alicerces Profundos e Sólidos do GOIPE e aos Poderosos Irmãos que asfaltaram esse caminho e dissiparam as plúmbeas nuvens ao horizonte.

Hoje, o Grande Oriente Independente de Pernambuco, Potência Maçônica, Regular, Reconhecida e Legítima, agradece aos Grandes Irmãos que concorreram direta e indiretamente para que na Primavera de nossa história houvessem Flores e que essas Flores se vestissem de núpcias e fossem profundamente odoríficas.

Recife, 11 de outubro de 2021

Ciclone de Andrade Cavalcante

Grande Secretário de Comunicação


Emitido em 22/06/2024 13:56